A Pantomina Mediática

CONTINUAMOS NA MESMA, a lançar números diários que comunicam aos outros Países da Europa que estamos mal a ponto de não permitirem que os seus cidadãos venham passar férias a Portugal. É a destruição total do nosso turismo e de todos quantos dele dependem.

O testar, testar, testar... foi adoptado em Portugal. (...)

  1. 90% dos testes positivos correspondem a pessoas assintomáticas;
  2. a maioria dos 10% que têm sintomas têm uma doença ligeira que se assemelha a uma constipação;
  3. todas as pneumonias víricas (porque sempre as houve e parece que neste momento desapareceram) são consideradas, erradamente, COVID;
  4. os outros vírus desapareceram por milagre, talvez intimidados pela grandiosidade do SARS-COV-2... (ou detectados por um teste como sendo SARS-COV-2); até as bactérias desapareceram!
  5. já não há pneumonias provocadas por bactérias... já não há dispneia (falta de ar) de causa cardíaca ou por bronquite crónica ou outras doenças similares. Até os asmáticos, se têm o azar de ter uma crise, ficam de quarentena com polícia à porta.

Tudo é COVID e os testes confirmam que estão doentes logo que são positivos, mesmo que as pessoas gritem e esperneiem que não, que se sentem bem, que querem viver as suas vidas, são obrigadas a ficar em "prisão domiciliária" para bem da comunidade pois podem contagiar (como leprosos).

Quanto aos óbitos: no dia de hoje e até agora (18h) já faleceram 168 pessoas e acontece isto todos os dias... mas como nas últimas 24h faleceram 8 COM COVID (não tenho a certeza que tenham falecido POR COVID), tiveram que ser mencionadas com ênfase nos noticiários... os outros 168... que importância têm???

Desculpem todos os que me lêem, mas tinha que lançar esta bomba... mais uma…

A verdade é que, em Medicina, se um exame laboratorial, seja ele qual for, detecta doença numa população em que 90% não apresenta nem vem a apresentar sintomas, é porque esse exame carece de especificidade e está a detectar falsos positivos. Creio que não me engano muito se disser que os testes detectam todo e qualquer material viral e não têm a especificidade necessária para separar SARS-COV-2 dos outros vírus!!! lamento... mas é assim."

Data: 
3 Jul, 2020
63 leituras