Liberdade de expressão... onde estás???

Um médico não tem liberdade de aconselhar, um professor não tem liberdade de ensinar, um cientista não tem liberdade de falar, um prémio Nobel é considerado obsoleto.

É importante que saibam a respeito da transmissão e do contágio:

O 1º problema é a imensidão de falsos positivos a que chamam assintomáticos, pela simples razão de que o PCR detecta um ínfimo fragmento do vírus e não o vírus completo, viável, capaz de se transmitir e provocar doença. Os testes rápidos não são fiáveis podendo dar falsos positivos ou negativos.

O 2º problema está na definição de transmissão "airborn" que se destina à transmissão de um vírus capaz de ser transportado pelo ar a grandes distâncias (quilómetros), o que não é o caso. A transmissão faz-se pelas gotículas ou pelos aerossóis emitidos quando falamos, logo é necessário parar e falar com alguém doente para haver contágio.

3º Este vírus desidrata rapidamente e é sensível aos UV pelo que não permanece viável mais do que uns segundos no ar que separa duas pessoas que falam. Precisa de estar suficientemente perto do seu interlocutor e durante algum tempo para receber uma quantidade suficiente de vírus que o possam infectar. Numa sala fechada as gotículas percorrem uns 50 cm e caem (a não ser que haja espirro ou tosse) e os aerossóis são levados para o tecto pela corrente de ar quente de baixo para cima pois o ar quente é mais leve.

4º Fui criticada quando num post afirmei que este vírus não é sazonal... a prova é que ainda há infecções no verão. apesar de haver uma maioria de falsos positivos. A gripe, sim, é sazonal.

5º Quanto às variantes ou mutações (a palavra "variantes" tem mais impacto), em Abril-2020 já o vírus tinha sofrido mais de 200 mutações no nosso país. E vai continuar a sofrer mutações para sempre pois é uma característica desta família de vírus.

6ª Quanto às vacinas, não esqueçam que uma vacina só protege a pessoa que a toma, de uma infecção grave. Não impede que essa pessoa possa ser contagiada e possa transmitir o vírus nas primeiras 24h (após as quais o vírus foi destruído pelo sistema imunitário). A vacina não protege os outros, protege quem a tomou (se é que induziu imunidade). Além disso, não se sabe quanto tempo dura a imunidade mas parece que não deve ir além de uns 4 meses

Este vírus tem reservatório em diferentes animais, é uma zoonose, logo é impossível ser erradicado!

Só conseguimos erradicar vírus que têm reservatório humano exclusivo

Não esqueçam isto!!!

Temos que aprender a viver com ele e não é o medo nem as máscaras que vão proteger o ser humano, é o cuidado de não falar muito perto do nosso interlocutor, de não espirrar ou tossir directamente para a cara de outrem. Não é um beijo na face ou abraço que contagiam mas sim o facto de expelirmos gotículas ou aerossóis directamente para a boca e nariz da pessoa que temos na nossa frente.

A lavagem frequente das mãos também é imperativa.

A profilaxia pode ser feita com Ivermectina, não com a vacina

Para tirar dúvidas sobre diversos assuntos aconselho que leiam o meu site onde encontrarão material didático, científico, com referências fiáveis, que vos ajudará.

https://lourdescerolbandeira.eu/

Data: 
5 Jul, 2021
1,090 leituras